19 jun

Entrevista Bruno Rodrigues – MKT e Blogs para Psicólogos

Fonte: Fábio Felippe

 

Olá!Hoje, eu trouxe para vocês uma entrevista com um profissional muito inteligente e dedicado na sua área de atuação.

Bruno Rodrigues, é Psicólogo Clínico, e fala nesta entrevista, sobre a área de atuação dele, e da importância do Marketing e blogs para psicólogos.



1) Oi Bruno, primeiro, eu gostaria que você falasse da sua atuação específica como Psicólogo?
Olá Fábio, para mim é uma honra participar desta entrevista. Admiro muito o seu trabalho, em especial a qualidade, dá para notar que cada postagem sua é pensada, feita com cuidado e carinho e isso chama muito atenção.
Bem, vamos a resposta, minha atuação como psicólogo é extensa, embora tenha apenas 4 anos de formado e 3 anos de atuação já fiz e faço muitas coisas. A profissão é muito ampla, possibilita um leque imenso de possibilidades.
Atualmente tenho consultório na cidade de Osasco – SP, onde atendo meus pacientes, seja através da psicoterapia individual ou na terapia em grupo. No mesmo consultório, que é bem espaçoso e aconchegante, realizo de tempos em tempos cursos voltado para a saúde emocional.
Sou professor de psicologia, duas manhãs por semana dedico a dar aulas.
Presto consultoria para psicólogos que querem melhorar a divulgação de seus serviços, aumentar a demanda.
Faço ainda palestras em empresas, voltado para motivação, alta performance, entre outros temas.
E uma das paixões é escrever, colaboro com alguns blogs, envio textos exclusivos para minha newsletter, e tenho meu site e blog.
Ah, já ia me esquecendo, desde agosto comecei a dar cursos online na internet, o primeiro foi sobre relacionamentos amorosos e o segundo marketing para psicólogos. Com ótimos resultados.
2) E sua área de atuação em Marketing para Psicólogos? O que você aborda nos seus cursos online?
Desde o início notei que grande parte dos psicólogos possuía uma dificuldade de fazer divulgação, seja pelo medo de infligir algum item do código de ética do psicólogo ou fosse por dificuldade de se expor. Particularmente nunca tive essa dificuldade, e embora o pouco tempo de formado, minha agenda está sempre lotada, sendo que alguns horários específicos tem lista de espera.
Comecei então a estudar marketing e através do estudo entendi porque as coisas fluem tão bem para mim, sem saber eu aplicava regras interessantes do marketing no meu trabalho, então comecei a unir marketing e psicologia, ou melhor, marketing voltado para o psicólogo, estudando a fundo o código de ética, dialogando com alguns especialistas, sobre até onde podemos e até onde não podemos ir e o resultado é que existe um espaço imenso de divulgação que não é utilizado. Meus clientes e alguns colegas que começaram a aplicar essas estratégias, me contam do aumentando significativo de pessoas interessadas em seu trabalho.
Ainda é grande o número de pessoas que se formam em psicologia, alugam uma sala, encomendam alguns cartões de visitas e ficam esperando os pacientes chegarem (do nada). E ainda dizem que a profissão não dá dinheiro. Prefiro provocar e dizer que ficar esperando realmente não dá dinheiro, é possível com a psicologia, fazer o que se ama e lucrar, afinal é um empreendimento. Com áreas imensas de atuação.
3) Qual a importância para o Psicólogo ter um blog na sua opinião? 
Em minha opinião todo psicólogo precisava ter um blog, em especial os que são autônomos e precisam de movimento, precisam de pessoas interessadas em seu trabalho.
Através de um blog o psicólogo pode passar para sua audiência um pouco do que sabe, pode auxiliar através de textos, vídeos, informações. As pessoas gostam disso. Um psicólogo que quer ter mais pessoas interessadas em seu trabalho e não tem um blog está perdendo tempo.
Não adianta também ter um blog pobre, que não é atualizado, mal feito. É necessário que tenha vida, conteúdo de primeira, comunicação com seus leitores.
Um pouco de tudo o que você ensina Fábio, e sem dúvidas eu indicaria a esses psicólogos que olhassem seus posts aqui no seu blog e buscassem sua consultoria para começarem com tudo!
4) Um blog, traz pacientes? Por que?
Fábio, falo baseado em minha experiência pessoal e de alguns colegas de profissão que experimentaram o uso de blogs, esta mídia faz com que muitos se interessem pelo seu trabalho, passem a te conhecer, cria um vinculo, um interesse pelo seu trabalho. E desses vários que se interessam pelo seu trabalho muitos acabam sim agendando uma consulta.
Atualmente, boa parte dos meus pacientes me conheceram através de algum texto. Já vi comentários no meu blog, onde as pessoas dialogavam (nos comentários) dizendo: “Nossa, deve ser uma delícia fazer terapia com ele, olha só as coisas que ele escreve”. Um comentário desses demonstra bem o poder que um blog tem, ao apresentar seu trabalho, seu conteúdo para o grande público. E só fica no blog, melhor dizendo, só retorna ao blog quem gosta, quem simpatiza.
Meu blog é o www.outroslados.com.br dei este nome pois queria aprofundar a diversidade, mostrar que cada assunto tem vários lados, diferentes pontos de vista. Com o tempo o interesse foi aumentando e convidei algumas pessoas para escreverem e assim fazer parte. Atualmente além do blog tenho meu site profissional: www.brunorodrigues.psc.br
Foi uma prazer participar deste bate papo.

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *